• revistagora

Inteligência, para ela, é algo relativo.



Inteligência, para ela, é algo relativo. O porquê? Porque cada um tem a sua e de um jeito único em alguma coisa, mas ela? Ah, ela tem sede do conhecimento, desde pequena os olhos brilham a cada coisa nova que aprende. É curiosa desde fatos mais sutis como "Qual a importância dos pernilongos no ecossistema", "Por que os gagos cantam normalmente" a fatos mais confusos e enigmáticos como "Por que sonhamos enquanto dormimos", "O que acontece após a morte". Ela é envolvida e atraída por todas as áreas, sempre sabe de algumas coisas acima da sua série. Ama a anatomia, acha incrível quantos átomos formam o corpo de um adulto, como a rotação e translação acontecem, como queria fazer misturas com os elementos químicos. Ela acha interessante a teoria da evolução, como ela gosta de aprender inglês - tem até o atalho do Word Coach. Ela é curiosa em saber como tal construção foi feita há anos e que menos de 10% do mar é conhecido. Ela acha impressionante como os remédios agem, como a psicologia atua, entre várias outras coisas.


Ela é inquieta, sempre vai atrás das suas respostas e quase nunca se sentiu no padrão da sociedade, principalmente em coisas que são um tabu. Ela nunca compreendeu o preconceito, por exemplo, como João amar José irrita tanta gente, como Marcela ter o cabelo Black, Sofia ser acima do peso, Bia ser abaixo, Bernardo ser quieto, Matheus ser "estranho" são motivos para bullying; nunca entendeu porque Vitor foi apedrejado só pelo seu tom de pele. São coisas que tiram ela do sério porque além de NINGUÉM escolher como vai nascer, NINGUÉM tem nada a ver com a vida do outro e, mesmo você não aceitando a escolha de tal pessoa, TODOS merecem respeito. Só o fato de ter um “pré”conceito a intriga. Ela nunca vai entender por que antes de falar as pessoas não procuram conhecer. Já que o "ame o seu próximo como a si mesmo" não resolve, ela tem fé no "amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus”. E, bem lembrado, outra coisa que ela tem em abundância é a fé, além de outras coisas. A fé que ainda possam existir mais pessoas boas do que ruins, e que se não, por outra razão, cresçam até ficarem boas pela sabedoria, que percam tal ignorância - e nem digo ignorância no ato de ser rude, mas sim no saber. É quebrar essa idéia de que: se eu acho essa coisa certa e se você me mostrar uma opinião contrária à minha, você está errado. Abrir a mente para mais opiniões e pensamentos, já que quanto mais ignorante se é, menos se desconfia de sua ignorância e se pensa saber muitas coisas. Em contrapartida, quanto mais esclarecido se é, mais se desconfia de seu conhecimento e mais certeza se tem de desconhecer quase tudo. Assim, como ela já se moldou bastante pensando somente em duas frases: “a filosofia vai mudar o mundo" e "conhecimento é poder", ela ainda tem fé em um mundo melhor.



ISSN: 2447-2662
  • Branca Ícone Spotify
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram