• revistagora

Eu Me Acostumei

Texto: Lívia Muniz.

Era como se eu tivesse pulado de bungee jumping em quem achei que você fosse e agora a corda me puxasse com toda força do mundo de volta pra realidade.

Eu via claramente a diferença entre você e por quem eu tinha me apaixonado.

Sua versão boazinha não me enganava mais.


E naquele mesmo momento, eu percebi a diferença entre todas as pessoas pra quem eu já tinha entregue meu coração e quem de fato tinha o recebido.

Eu que sempre culpei a vida por todas as minhas derrotas, enxerguei pela primeira vez a culpada mesmo, era eu.


Eu que esperava pouco

Recebia pouco

E me contentava com pouco

Eu me acostumei.

Criei um padrão e entrei em um ciclo completamente vicioso que tomou conta das minhas escolhas, dos meus amores e dos meus limites.


Eu me limitei a esperar por pouco

E querer pouco.

E culpei o destino por isso.


Mas boa parte dos meus desastres foram causados por mim.

Mas assim como eles, essa luz no fim do túnel também foi minha.

Exclusivamente minha.


E bom, mesmo depois de tanta dor, eu não me arrependo de te ter tido como parte minha e da minha vida, mas tampouco agradeço por isso.