Meu amor é verdadeiro, é forte,

Ele é vivo e maior, 

Exige mais do que o corpo,

É tanto, que transborda;

Feliz é aquele que passa por perto,

Na simplicidade do seu cotidiano,

E nele respinga esse sentimento profundo.

Seria egoísmo impedir que transborde?

Ou seria tolice desperdiçar minha sorte?

Afinal, que sorte é essa pela qual tanto se sofre?

Dor do excesso que não sei como não explode,

Ou será que explode?

Será que quando chega,

Quem você tanto ama,

É que se reconstrói? 

Espero que não.

Seria muita bondade, ou mero desperdício,

Que todo aquele amor caísse por aí,

Sem que atingisse seu motivo de ser,

Mas ficasse a mercê do primeiro que o vir.

Sei que escrevo para não descobrir,

Pois deixo um pouco de amor por aqui (ou seria aí?)

Acho que assim ainda me aguento,

De toda a sorte desse sofrimento,

Que cruza o oceano e não sai de mim,

Mas aquece a alma e me completa assim.

Rodrigo Tamussino Roll é estudante do 7º período da FGV.

A foto é da Isadora Dutra, ilustradora da nossa 13ª edição

Menino… Menino… cresce…

Menino… Menino… sua vez!

- Ok! - Responde como um cardíaco que sofrera uma parada reage ao desfibrilador.

- Cansado?

- Pois é… (só se for de mim mesmo)

- Quer um café?

- Não precisa, obrigado, já voltei pro mundo! - Mundo esse amarelo, quase pardo da cor de envelopes, do escritório do homem.

- Então entre lá que já tá na sua vez. - insiste a mulher.

Antes de sair da sala de espera, olhou em volta os outros meninos engravatados e ajeitou seu terno. A salinha fria somada à voz constante da mulher deixaram-no sonolento. Percebe-se a tranquilidade invejável (ou excessiva) de quem está prestes a se deparar com o futuro, ou ao menos uma chance para esse jovem indeciso que busca um futuro.

Em passos largos e confiantes ele sai do berçário monótono para entrar na sala do "enfermeiro-chefe" (ou do dono do hospital). O clima logo muda e a aparência também. O amarelo-envelope dá lugar a um azul-escuro, pujante e vivo, como se as paredes já confrontassem o transeunte, mero mortal, a...

Please reload

ISSN: 2447-2662
  • Branca Ícone Spotify
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram