ISSN: 2447-2662
  • Branca Ícone Spotify
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

November 4, 2018

Jean-Michel Basquiat (1960-1988) é um dos tradicionais artistas da Nova York dos anos ’70. Em meio à ascensão da cultura do hip hop e do punk, foi responsável por levar os grafites às maiores galerias e contestar o elitismo da arte clássica.

Num sábado de muito sol no Centro do Rio, eu, Apa e Vergette fomos ao CCBB ver a mostra de desenhos, quadros e gravuras de Basquiat.

A exposição começa apresentando os grafites de Basquiat produzidos junto com seu amigo de escola, Al Diaz, artista das ruas de Manhattan que começou a grafitar aos 12 anos. Os dois participavam, com outros estudantes, da revista estudantil Basement Blues Press    e    foi elaborando um artigo para a revista que Basquiat concebeu a ideia do SAMO© (sigla para Same Old Shit) que, para ele, seria uma guilt free religion.

Em 1978, Diaz e Basquiat começaram a reproduzir SAMO© nas paredes de NYC, permanecendo no por pouco tempo, até venderem o artigo SAMO© Graffiti: BOOSH-WAH or CIA? Para a revista Village V...

Please reload